O site Deadline confirmou essa semana que a Warner Bros. está no início do desenvolvimento de um filme independente do Coringa no universo do Esquadrão Suicida, estrelado por Jared Leto, que também será produtor executivo. Nenhum escritor ou diretor foi atribuído ainda ao projeto. É muito cedo.

Enquanto isso, o filme sobre a origem do Coringa, do diretor Todd Phillips, ainda está em desenvolvimento e será incluído em um banner cinematográfico de origens diferentes da DC, para separá-lo dos títulos criados durante os dias atuais. Segundo a Deadline, Joaquin Phoenix está incluído no projeto para estrelar o filme de Phillips.

Vamos ver qual projeto chega primeiro aos cinemas. Enquanto isso, Esquadrão Suicida 2 vai entrar em produção no próximo ano.

Fonte.

Joaquin Phoenix está em negociações para interpretar Coringa, em um filme sobre a origem do vilão. Embora as negociações de estúdio ainda não estejam em andamento, o diretor do filme Todd Phillips deixou claro que Phoenix é a melhor opção para estrelar e fontes informaram à Variety que, depois de pensar, Phoenix concordou com o papel. A WB ainda não comentou.

Phillips está a bordo para co-escrever e dirigir o filme. Phillips tinha se encontrado com Phoenix antes do novo ano e estava apenas esperando a aprovação do estúdio, dizem fontes.

As fontes enfatizam que Jared Leto, que estrelou “Esquadrão Suicida” como Coringa ainda está a bordo como personagem no universo DC e que essa escolha de Phoenix não tem efeito sobre o que acontece com o personagem de Leto em futuros filmes da DC.

Scott Silver vai se juntar a Phillips como co-roteirista no filme, que irá se aprofundar no que levou para que Coringa se tornasse um criminoso. Fontes disseram que a história acontecerá nos anos 80 e terá mais a aparência de um drama criminal do que o filme de quadrinhos.

Phoenix foi considerado para outro papel de vilão da DC no passado: Lex Luthor em “Batman v Superman: Dawn of Justice”, mas o papel ficou com Jesse Eisenberg. Ele também esteve negociando para “Doutor Estranho” da Disney-Marvel.

Fonte: Variety.

Joaquin Phoenix está em negociações adiantadas para se juntar ao elenco do premiado diretor francês Jacques Audiard, no filme “The Sisters Brothers”. O projeto é uma adaptação do romance Gold Rush de Patrick deWitt sobre os irmãos Eli e Charlie Sisters, que são contratados para matar um prospector que roubou de seu chefe em 1851 em Oregon.

Fonte.

Fonte: pipocamoderna.com.br

O ator Joaquin Phoenix (“Vício Inerente”) pode interpretar Jesus na vindoura produção sobre a vida de Maria Madalena. Segundo o site Deadline, ele está em negociações com os produtores em torno não apenas do cachê, mas do cronograma das filmagens, para evitar conflitos com sua agenda.

O nome de Phoenix também é uma indicação de que o filme, realizado pela equipe vencedora do Oscar por “O Discurso do Rei” (2010), não pretende ser uma produção religiosa convencional. Indicado três vezes ao Oscar (por “Gladiador”, “Johnny e June” e “O Mestre”), o ator tem fama de meticuloso, por costumar se entregar a seus papeis.

Além disso, o filme terá outra estrela conhecida por interpretações corajosas no papel-título, a atriz Rooney Mara (“Carol”).

A direção é de Garth Davis (minissérie “Top of the Lake”), que atualmente trabalha com Rooney Mara em sua estreia no cinema, o drama “Lion”. O roteiro é de Helen Edmundson (telefilme “An Inspector Calls”) e Philippa Goslett (“Poucas Cinzas: Salvador Dalí”), e está sendo anunciado como “um retrato autêntico e humanista” de uma figuras mais enigmáticas e incompreendidas do Novo Testamento.

Apesar do filão religioso ter se mostrado lucrativo nos últimos anos, a história de Maria Madalena inspira interpretações diversas, inclusive algumas de potencial polêmico. Embora tenha se popularizado a versão de que ela era uma prostituta salva por Jesus Cristo após se arrepender dos pecados – ainda sustentada nos DVDs da “Coleção Bíblia Sagrada” – , muitos teólogos afirmam que nenhuma passagem dos apóstolos afirma isso categoricamente. Mais controvertida ainda, a teoria de que Maria Madalena teve filhos com Jesus Cristo também já foi explorada nos cinemas, na adaptação do best-seller “O Código Da Vinci” (2006), razão pela qual a produção foi rechaçada pela Igreja Católica.

Nos cinemas, Maria Madalena já foi interpretada por grandes atrizes como Barbara Hershey (“A Última Tentação de Cristo”), Juliette Binoche (“Maria”) e Monica Belucci (“A Paixão de Cristo”). Por sua vez, Jesus Cristo teve mais de uma centena de encarnações cinematográficas desde o Cinema Mudo, e ainda será vivido, no vindouro “Ben-Hur”, pelo brasileiro Rodrigo Santoro.

Joaquin Phoenix está em negociação, segundo o Deadline, e em breve pode ser confirmado no elenco do projeto secreto do diretor M. Night Shyamalan, que vai começar a ser filmado em novembro.

A Filadélfia servirá de locação e Jason Blum será o responsável pela produção, ao lado de Marc Bienstock. Diferentemente dos outros trabalhos de Shyamalan com Phoenix, os caros Sinais e A Vila, o longa terá orçamento pequeno, mais condizente com a modesta realidade atual do cineasta, que tirou os US$ 5 milhões de A Visita do próprio bolso.

Joaquin é o protagonista de Homem Irracional, que estreia amanhã.

Fonte.

Jake Gyllenhaal foi escalado para o elenco do suspense Nocturnal Animals, de acordo com informações do site The Hollywood Reporter. Segundo a publicação a atriz Amy Adams está em negociações para participar do longa-metragem, que terá a direção do estilista Tom Ford, que fez sua estreia como diretor e roteirista no drama Direito de Amar (2009). George Clooney também está envolvido com o projeto, mas irá trabalhar apenas como produtor.

A matéria ainda afirma que os produtores do filme esperam contar Joaquin Phoenix e Aaron Taylor-Johnson no elenco, mas não diz se os dois já receberam uma proposta oficial.

Nocturnal Animals é baseado no livro “Tony & Susan”, lançado pelo autor Austin Wright em 1993. A história aborda a mulher Susan Morrow, que se separou de seu primeiro marido, Edward Sheffield, há mais de 20 anos. Um dia, ela recebe no conforto do lar onde mora com seus filhos e segundo marido, o manuscrito de um livro da autoria de Edward, que pede para a ex-esposa avaliar a qualidade literária daquele material. A obra acompanha uma sombria narrativa sobre a vida do personagem Tony Hastings, um homem que leva sua família para tirar férias, mas o período que deveria ser de descanso toma um rumo violento e mortal. Durante a leitura, Susan se confronta com verdades dolorosas sobre si mesma e recorda de momentos desagradáveis de seu primeiro casamento.

Fonte.