Mark Wahlberg está atualmente ocupado levando um chute no traseiro repetidamente em ‘Spenser Confidential’, seu novo filme que acaba de ser lançado na Netflix. Ele trouxe sua história de dar e receber porrada na tela. Na mesma nota, Wahlberg apenas buscou na memória, incluindo a luta bruta e real que ele teve com seu co-star Joaquin Phoenix no filme ‘Caminho Sem Volta’ (The Yards).

Lembra-se disso? Mark Wahlberg com certeza lembra.

‘Caminho Sem Volta’ foi lançado em outubro de 2000 e apresentava uma cena de luta entre Leo (Mark Wahlberg), Willie (Joaquin Phoenix) e – brevemente – Erica (Charlize Theron). O conflito realmente começou depois que Willie deu um tapa em Erica. Leo atacou Willie, e os atores Mark Wahlberg e Joaquin Phoenix desceram a escada pelas ruas, rolando um sobre o outro, puxando as roupas um do outro.

A luta ficou “agressiva”, como Mark Wahlberg lembrou ao USA Today:

“Tornou-se uma das melhores lutas das quais participei. Ele não sabia o que eu ia fazer. Eu não sabia o que ele ia fazer. Acho que ele desejou saber o que eu ia fazer depois da primeira noite de filmagem, porque ficou bastante agressivo. Ele é um jogador, ele é um cara de método. Entre ele e Ben Foster, eles vão bater a cabeça em uma árvore para entrar no personagem.”

Sim, Joaquin Phoenix é conhecido por interpretar com intensidade, o que é parte do motivo pelo qual ele finalmente ganhou um Oscar este ano por ‘Coringa’. Ben Foster já trabalhou com Mark Wahlberg, colega de Boston, em vários filmes, incluindo ‘O Grande Herói’ (Lone Survivor), e também é conhecido por sua intensidade.

De volta à cena em ‘Caminho Sem Volta’, no entanto. Antes de assistir ao clipe abaixo, veja o que Joaquin Phoenix disse sobre isso em 2000, ao descrever a luta para o The Guardian:

“Mark e eu saímos de nós mesmos. Queríamos que fosse uma batalha épica, caindo da escada e saindo pela rua. Tínhamos cotoveleiras e joelheiras, mas, na primeira tentativa, Mark me agarrou com seu dedo mindinho, me jogou no ar e eu caí de cabeça. Cara, eu tive um solavanco. Eu fiquei com hematomas por dias. Mas eu com certeza não faria nenhum soco no estilo do John Wayne. Eu queria que fosse desleixado, bárbaro e doloroso, como se estivesse abraçando a vida desse cara que é meu amigo enquanto estou batendo nele.”

Joaquin Phoenix e Mark Wahlberg obviamente não carregaram nenhum ressentimento depois do filme, e se reuniram para ‘Os Donos da Noite’ (We Own the Night), de James Gray. Eles provavelmente ganharam ainda mais respeito com o compromisso.

Fonte.