Como Keanu Reeves convenceu River Phoenix a interpretar um garoto de programa

O Norton Commando de 1974 que Keanu Reeves dirige em “My Own Private Idaho” (Garotos de Programa), de Gus Van Sant, é a mesma motocicleta que Reeves pilotou 2 mil quilômetros para entregar o roteiro a River Phoenix e convencê-lo a estrelar o filme.

Gus Van Sant sempre teve Reeves e Phoenix em mente para os dois protagonistas do filme, Scott Favor e Mike Waters, depois que ele percebeu que não poderia fazer o filme com verdadeiros das ruas. Conseguir que os dois atores concordassem com o filme era um desafio. Ele enviou o roteiro, que ele baseou vagamente no Henry IV de Shakespeare, Parte 1, Henry IV, Parte 2, e Henry V, para os dois agentes dos atores. Reeves leu, gostou e assinou para interpretar um dos protagonistas, Scott Favor, o filho distante do prefeito de Portland. “Eu acabei de terminar “Point Break” (Caçadores de Emoção) e ainda estava no meu personagem. Senti um pouco de ansiedade com Idaho”, Reeves disse à Interview em novembro de 1991. “Fiquei impressionado com o que tinha que fazer – era tipo, Oh, não! Posso fazer isso? Eu estava com medo. Mas Gus e River me fizeram encaixar. Disseram: ‘Vamos fazer um filme foda'”.

O agente de Phoenix, Iris Burton, parou de ler o roteiro na metade da primeira página. Ela nem deixaria seu cliente de 20 anos dar uma olhada. Então Gus Van Sant colocou ideia na cabeça de Reeves. Por que não fazer uma visita até Micanopy, na Flórida, na fazenda da família Phoenix – nos arredores de Gainesville – e entregar uma cópia para o próprio River? Afinal, os dois se conheceram no set do filme “Parenthood” (O Tiro Que Não Saiu Pela Culatra) de 1989, que Reeves atuou ao lado de Joaquin Phoenix (e a namorada de River, Martha Plimpton).

Reeves, então com 26 anos, viajou de Toronto em dezembro de 1990 e pessoalmente entregou o roteiro. River leu e ficou encantado com o personagem de Scott Favor. Reeves já era o ator ideal para esse papel, então Gus Van Sant foi encarregado de convencer Phoenix a assumir o papel mais ousado: Mike Waters. “Você acha que alguém teria pegado esse roteiro dez anos atrás?” Phoenix disse à entrevista.

Foi só mais tarde, dirigindo juntos pela avenida Santa Monica, que os dois fizeram um pacto para atuar no filme. “Ok, eu farei se você fizer. Eu não faço se você não fizer”, disse Phoenix, antes de selar o acordo com um aperto de mão.

Fonte.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *