A Cinephil anunciou grandes vendas lideradas pelo Reino Unido, França e Alemanha de “Gunda”, um dos filmes mais elogiados da seleção de Encounters da Berlinale (festival de cinema de Berlim), enquanto se prepara para continuar as negociações em territórios de destaque no mercado virtual de Cannes.

Neon adquiriu os direitos norte-americanos do documentário “Gunda”, de Victor Kossakovsky, sobre a consciência animal após a estréia mundial, e Cinephil, com sede em Tel Aviv, manteve o ritmo com um conjunto de acordos que enfatizam o apelo global do filme.

“Gunda” foi vendido no Reino Unido (Altitude), França (Metropolitan), Alemanha (Filmwelt), Austrália e Nova Zelândia (Umbrella Entertainment), Japão (Bitters End), Coréia do Sul (JinJin Pictures), Benelux (Periscoop Film) e Rússia e CEI (Inoe Kino).

Também foram fechados acordos em Portugal (Alambique Filmes), Polônia (Gutek Film), República Tcheca e Eslováquia (Aeorfilms), Hungria (Mozinet Filmek), Grécia e Chipre (Ama Films), Áustria (Filmkaden), Cingapura (Anticipate Pictures), e Tailândia (Movies Matter).

Anita Rehoff Larsen, da Sant & Usant, produziu Gunda ao lado de Joslyn Barnes e Susan Rockefeller para a Louverture Films, sediada em Nova York. Tom Grøttjord-Glenne e Joaquin Phoenix são os produtores executivos.

“Gunda nos contou sua história antes da pandemia, mas espero que agora sua mensagem de que a vida de todas as criaturas mereça respeito seja ainda mais ressonante”, disse Kossakovsky. “Estou emocionado por o filme ser tratado por tais distribuidores de prestígio e ser visto por pessoas em todo o mundo”.

O célebre defensor dos direitos dos animais, Joaquin Phoenix, disse que pretende apoiar o lançamento do filme nos EUA, que ele descreveu anteriormente para a Screen como “uma perspectiva hipnotizante da sensibilidade dentro das espécies animais, normalmente – e talvez propositalmente – escondida da nossa visão”.

A Cinephil estará conversando com a seleção oficial de Jonas Poher Rasmussen no mercado virtual de Cannes.

Fonte.