Ridley Scott fala sobre ‘Kitbag’ e Joaquin Phoenix em nova entrevista!


14 de novembro de 2021 | Publicado por Aline
Ridley Scott e Joaquin Phoenix no set de ‘Gladiador’.

Em uma recente entrevista ao site Deadline, o diretor Ridley Scott falou sobre ‘Kitbag’ e Joaquin Phoenix. Confira o trecho abaixo:

Deadline: Você vai filmar a seguir ‘Kitbag’, com sua estrela de ‘Gladiador’, Joaquin Phoenix, e Jodie Comer, que interpretou a mulher injustiçada em ‘O Último Duelo’ que interpretará Josephine, por quem Napoleão era obcecado. Por que eles?

Ridley Scott: Bem, acho que você precisa encontrar um talento. Quando escolhi Joaquin para o Gladiador, todos se perguntaram por quê. Eu o escolhi por causa de um corpo de trabalho tão especial e tão pessoal. Eu também descobri que ele era um tipo de cara muito frágil naquele ponto específico, e eu queria capturar a fragilidade que me daria aquela cena com o pai, Richard Harris, dizendo ‘eu não vou te dar o grande trabalho, cara. Desculpa por isso.’ Ele é elegante o suficiente para conter sua raiva e dizer ‘que homem mais velho e mais sábio pode fazer isso em vez de mim?’ Então, é quase shakespeariano, e eu acho, você sabe, Joaquin pode fazer qualquer coisa. Então, quando ele faz algo como o Coringa, há momentos no Coringa que eu nunca tinha visto antes. Existem reações no Coringa que são bobas. Você não pode simplesmente dizer que eles não são maus. Eles estão vindo de uma alma danificada. E é isso que estou procurando: qual será a versão de Napoleão de Joaquin? Ele será o pintor de sua própria pintura, e estarei lá para monitorá-lo da melhor maneira que puder, porque é isso que eu faço. Certifico-me de escolher muito bem o elenco. Se eu lançar um elenco bom, metade do meu trabalho, aí está aquela parte, para mim acaba o dia, e depois disso eu estarei junto como seu parceiro. Enquanto isso, também tenho outras coisas em que pensar, certo?

E, oh, Jodie Comer. Eu me tornei o maior fã de Jodie porque continuei assistindo Killing Eve, o que eu acho sempre fantástico. A interação entre ela e sua inimiga, Sandra Oh, foi tão cômica e maravilhosa. Acabei de assistir a todos os shows depois disso. Então eu a vejo evoluir para esse tipo de vernáculo russo. Ela é um gênio. Eu acho que ela pode fazer qualquer coisa. Então, eu quero estar em sua aula de pintura.

Fonte: Deadline.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap